28 novembro 2017

[Resenha] Coroa de ferro e trono de espinhos - Por Alana Gabriela



Título: Coroa de ferro e trono de espinhos
Autor (a): Alana Gabriela
Páginas: 428
Editora: Amazon (Auto-publicação)
Skoob
Compre: Amazon
 
Sinopse: Em Coroa de Ferro e Trono de Espinhos, a A Bela e a Fera, Édipo Rei e Aquiles se encontram num universo repleto de ação, segredos, mistérios e romance.
Na corte de Portlaiose o vento sibila impiedoso, as sombras dançam nas paredes do castelo e a hierarquia invisível sobrevive como cinzas na neve...
O rei Marteen de Portlaiose está morto e seu filho mais velho e o herdeiro direto, Joachim, subiu ao trono. Com o alvoroço das guerras nas fronteiras o pulso firme do jovem rei é o que tem sustentado o reino em suas constantes batalhas para proteger o território de invasores. Em meio ao caos e a busca para encontrar aliados, o irmão mais novo do rei, Gillean, acaba sendo morto. Uma caçada para encontrar o culpado se inicia. Tudo que Joachim pode fazer é ir atrás daquela que matou seu irmão para aplacar o mais temível de seus sentimentos e salvar o império da destruição.
Ele precisa encontrar Ceridwen Hill, a dama da legião!

O medo pode nos tornar medrosos ou cruéis.

Essa frase pode ser comprovada com a triste história da jovem Ceridwen Hill.

Nascida de um relacionamento fracassado entre a nobre Nareen e o belo, jovem e irresponsável Jeroen, a jovem, ainda criança, foi submetida a um ritual mágico que lhe impôs uma máscara de ferro no rosto com a intenção de que sua aparência só fosse revelada àquele que fosse capaz de enxergar além do que os olhos podiam ver. Que pudesse amá-la sem amarras ou limites.

"Os corvos procuram por almas aflitas e crocitam canções tristes, através dessa janela, para consegui-las. Tente não sucumbir ao canto penetrante das aves ensandecidas da corte"


Mais crescida, órfã de mãe e perdendo a avó pouco tempo depois, Ceridwen, sem rumo e à beira de um colapso, treinou com um antigo legionário e sua determinação lhe tornou uma grande guerreira que anos depois passou a ser conhecida como "Dama da Legião", título que confere grande honra e respeito a quem o porta.

"Quando não posso usar palavras meu rosto não pode contar a verdade que muitas vezes preciso e desejo. Então sim, dói não dizer a  verdade ás vezes."

No entanto, por um triste acaso do destino, um encontro com o jovem príncipe Gillean resulta na morte do mesmo, em circunstâncias nas quais a própria Ceridwen mal pode acreditar e ela não vê escolha exceto fugir. Porém, uma força de desconhecida intensidade cósmica, o próprio Destino, tinha outros planos para ela.

"Eu sou afiada e perigosa, rapaz. Se realmente quer brincar com fogo tem que estar preparado para entrar em chamas."

Entre intrigas palacianas, um jovem rei que esconde muitos segredos, uma mãe enlutada e furiosa com sede de vingança, um inesperado amigo que lhe apoia sem precedentes, um tirano tentando dominar tudo e uma iminente guerra que pode devastar tudo, ela precisará de toda a sua força para evitar um destino mais terrível que a própria morte.

E, no processo, reencontrar uma parte de si mesma que ela julgava perdida para sempre.






A autora Alana Gabriela tem apenas vinte anos e já ganhou meu coração escrevendo o que eu considero um dos melhores exemplares de fantasia que li nos últimos anos, Coroa de Ferro e Trono de Espinhos. Provavelmente, e eu rogo aos céus que assim seja, o primeiro de uma série envolvendo o mundo onde localizam-se os reinos de Portalaiose e Dungarvan. Porque embora esse livro tenha tido um final definido e bem fechado, acredito que há muito a ser explorado nesse universo tão belamente criado.


A edição digital, pois li em e-book, está muito bonita e bem feita apesar de uns pouquinhos erros de digitação terem passado. A fonte é excelente para leitura, mas como páginas amareladas não existem em aparelhos como celular, tablete ou kindle, recomendo que usem luz noturna caso as brancas incomodem os olhos de quem está lendo. Não que isso atrapalhe a leitura, mas tem leitores e leitores e nenhum é igual ao outro. Porém, não existe página branca ou amarela quando o negócio é Coroa de Ferro e Trono de Espinhos.

A história é nada menos que extremamente envolvente, fluida e dona de um desenvolvimento ímpar. Além, é claro, das referências aos clássicos gregos Aquiles e Édipo Rei e ao conto de fadas A Bela e a Fera. Como elas aparecem? Isso eu deixo com quem quiser ler porque o bom da leitura é descobrir a trama aos poucos.

Trama essa narrada em terceira pessoa, alternando entre os protagonistas Ceridwen e Joachim, além de flashbacks explicando como algumas coisas chegaram até onde estão no momento em que a história se passa. Cada peça vai se encaixando maravilhosamente no seu devido lugar no decorrer da história e vamos descobrindo que, por trás das tormentosas mentes dos protagonistas há uma grande necessidade de encontrar-se e encontrar seu lugar em um mundo onde tudo parece conspirar para a infelicidade e o infortúnio.


Embora os personagens secundários também tenham suas cruzes a carregar e cada um seja extremamente importante para que o rei e a garota da máscara de ferro tenham menos peso nas suas, a verdade é que esses dois extraordinários seres acabam por fim encontrando em si mesmos a força necessária para tornar a própria cruz menos pesada. Isso não quer dizer, porém, que seja uma jornada simples ou fácil. Ambos vão precisar tomar decisões das quais talvez eles se arrependam, usar de sortilégios inúmeros e muitas vezes sujos, e lutar batalhas que podem estar perdidas antes mesmo de começar, mas, desistir é uma palavra que não existe em seus dicionários e eles vão provar ao grande vilão que o importante é acreditar e nunca desistir.

Sendo justamente isso que torna essa história tão maravilhosa e instigante, pois mesmo contra todas as probabilidades, cada personagem luta por aquilo que acredita, nada disposto a abrir mão de seus princípios. Inclusive brigando por eles se necessário se fizer. Cada um deles evolui, aflorando aos poucos lados que o leitor achava que eles não tivessem ou que tivessem se perdido para sempre. Mas aqui nada realmente se perde. Tudo se transforma e continua se transformando enquanto eles abrem com força e perseverança o seu caminho para o destino: uma vida feliz e plena.

Por fim e sinceramente do fundo do coração, recomendo com todas as forças como fã de fantasia que sou, Coroa de Ferro e Trono de Espinhos, que com certeza é um grande livro e um feito maior ainda para uma autora tão jovem, que eu acredito ter um brilhante futuro pela frente como grande escritora.

17 comentários:

  1. Nossaa... OMG! :D
    Que resenha linda. Fiquei sem estrutura agora. Muito obrigada por ter feito a leitura do meu livro. <3 Fico muito feliz que tenha apreciado tanto a leitura. Pode deixar que darei uma olhada no miolo e o submeterei a uma nova revisão.
    Sobre possíveis continuações. Eu não planejava nada mais além do que aconteceu na obra, sobretudo por ser um livro único, mas há algum tempo andei refletindo bastante e talvez eu possa planejar um spin off, uma estória que se passa em Dungarvan dessa vez e um conto de como Ceridwen conseguiu a Espada de Vidro. :)
    Novamente, muito obrigada por ter lido a obra. Fiquei muito feliz com as suas impressões.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Já conheço a autora, mas ainda não tive a oportunidade ler nenhum livro dela. Já tinha visto resenhas dessa obra, e todas falam muito bem do enredo. Fiquei bem interessada agora em realizar a leitura algum dia. Talvez eu consiga ler nas férias, quem sabe!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. É impressionante quão talentosos os autores tem se mostrado desde cedo, e confesso que não conhecia essa obra, mas achei a capa bem interessante. Gostei da forma como ela soube desenvolver sua história e de estar bem fechada apesar de ser um universo totalmente novo criada por ela. Fiquei bem curiosa e vou dar uma olhada, e principalmente agora com a autora dizendo que é possível que ela escreva algum spin off, vou ficar de olho! Obrigada pela dica.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Que resenha maravilhosa.
    Essa história apresenta elementos que me atrai muito para leitura principalmente essa alternância entre os fatos do passado e o presente pra entendermos melhor a trama.
    Certamente me agradaria a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  5. Uau! Que livro incrível! Ainda não conhecia ele, mas já fiquei super interessada em ler e saber mais sobre essa coisa de garota da máscara de ferro e os conflitos que se seguirão.

    ResponderExcluir
  6. Oi Renata, adorei sua resenha. Fiquei super curiosa para fazer essa leitura, mesmo que em ebook rs. Não leio muita fantasia, mas sua empolgação foi contagiante. Bs, Tell me a Book

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não conhecia o livro, mas não é o tipo de leitura que procuro agora. Quem sabe mais pra frente? Adorei a capa!

    ResponderExcluir
  8. Oiii tudo bem??

    Amo a escrita da Alana, ela é d+ né.
    Esse livro está na minha lista de leituras a serem realizadas, não gosto muito do estilo, mas por ser escrito por ela quero muito ler.
    Adore a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  9. Confesso que quando eu li o titulo pensei que era um livro daquela trilogia das coroas cruéis. Mas depois de ler a resneha fui urtando mais e mais, preciso apenas ler esse livro agora. Já indo na amazon comprar o livro, sério é totalmente meu tipo de livro!
    Amei a resenha e os quotes e a imagem.
    Obrgada por me apresentar ele.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Quando vi a capa do livro só lembrei de Três Coroas Negras, mas enfim kkkkkk.
    Como louca por fantasia que sou, também, vivo procurando livros assim para lê-los, mas é um pouco complicado, pq existem tantos e vc não quer mais uma leitura, vc quer UMA leitura. Por isso fico toda antenada quando ouço que tal livro é emocionante, contagiante, original e principalmente, tem um enredo e um final bem finalizado. Só por isso eu já estou ansiosa para ler este livro.
    Muito obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Não é o tipo de história que costumo ler. Não sou fã de ler livros, ainda mais com ilustrações, no formato digital. Mas quem sabe um dia, né?

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  12. Oi. Tudo bem?
    Confesso que tenho um pouco de dificuldade para me envolver com histórias de fantasia. Consigo contar no dedo aquelas que me prenderam até hoje. Mas este livro em especial chamou minha atenção. Parece ser bem interessante, muito bem desenvolvido e envolvente. Uma coisa que me chamou a atenção foi o fato de ter muitas referências a história clássica. Já anotei aqui, pois quero ter a oportunidade de ler.
    Abraço 😀

    ResponderExcluir
  13. Oiii,

    Não conhecia a obra, mas já me encantei! Achei muito legal a história ser em terceira e alternar os pontos de vista dos personagens, da um visão mais abrangente e permite uma perspectiva melhor da história. Vou anotar a dica e ler quando tiver uma chance.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi oi! Já vi vários livros da Alana por ai, mas nunca li nenhum. Inclusive, tenho esse no meu app kindle haha
    Adorei a resenha e ela me fez ver que o livro é mto bom, por isso vou colocar a leitura na lista de prioridades.
    Adiro fantasia medieval e essa parece ótima, principalmente por ter um toque de Édipo, que adoro.
    E tadinha da Cerid condenada a uma máscara de ferro :(
    Bj

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que quando esse livro foi lançado eu fiquei com zero vontade de ler por causa do título que achei que não foi nada criativo (referência óbvia a duas séries de sucesso da Sarah J. Maas). Pode parecer bobagem, mas é o tipo de coisa que me incomoda muito.
    No entanto, pela sua resenha deu para perceber que a autora soube construir um universo interessante e desenvolver bem os personagens, e isso já ganha muitos pontos comigo. O título ainda me incomoda, mas sua resenha me deu curiosidade para pelo menos dar uma chance para o livro.
    Fico feliz que tenha gostado tanto da leitura e adorei sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Não sou muito de ler fantasia, mas já li algumas resenhas deste livro e confesso que a cada crítica, meu interesse aumenta. Fiquei curiosa com estes personagens secundários e seus desafios.
    Quero ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá ♥
    Meu Deus, que premissa é essa? Estou encantada, sério. Como eu não conhecia?
    Fiquei maravilhada com o enredo e dessa jogada da personagem principal usar uma mascara de ferro. Fiquei com aquela famosa pulga atrás da orelha para saber mais sobre a história. Gostei muito da sua resenha fiquei maravilhada ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir