16 outubro 2017

[Resenha] Como agarrar uma herdeira - Por Julia Quinn


Título: Como agarrar uma herdeira
[Agentes da coroa #1]
Autor (a): Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Skoob || Goodreads
Leia um trecho!
Compre: Amazon || Submarino || Americanas

Sinopse: Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.
Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.

Caroline Trent não sabe o que é ter uma família. A jovem passou de tutores em tutores desde a morte dos pais, e isso graças a seu generoso dote, caso contrário seria deixada em qualquer orfanato. Depois de ter sido tratada como empregada e como esporro de bêbado, Caroline caiu nas mãos de Oliver Prewitt. Caroline precisa somente esperar seis semanas até seu aniversário de vinte e um anos e estará livre para poder cuidar de sua vida, mas Oliver deseja sua fortuna através do matrimônio de seu insuportável filho com Caroline.

"Ela era uma tentação constante e um lembrete doloroso de tudo o que fora roubado de Blake. Alegre, inocente e otimista, Caroline era tudo o que estivera faltando há tempos no coração dele."

A jovem resiste a todas as investidas indesejadas durante um ano, mas certa noite vendo que o aniversário da jovem se aproximava, Oliver arma para que seu filho estuprasse a jovem, e assim, ela seria obrigada a se casar com ele. As coisas saem terrivelmente erradas levando Caroline a fugir desesperadamente noite a fora, no entanto nessa mesma noite Blake Ravenscroft, um Agente da coroa, estava de olho na propriedade de Oliver esperando para capturar a traidora da coroa britânica Carlotta De Leon, porém Blake nunca viu de fato a traidora e quando Caroline sai sorrateiramente da propriedade ele a sequestra para interrogá-la sobre suas conspirações.

"Mas a jovem já despertara aquela parte de Blake que ele gostava de manter quieta. A parte que se importava. E a razão pela qual ele não queria que ela ficasse era simples: Caroline Trent o assustava."

Caroline vê sua oportunidade de se manter longe do tutor mentindo para Blake. Ele não precisa saber que ela não é Carlotta De Leon, um Agente da Coroa não pode ser pior do que seu tutor golpista, não é mesmo?






Acho que já deixei mais do que claro aqui no Rillismo que sou a doida dos romances de época não é? Julia Quinn é minha autora favorita e sempre que um livro novo sai já fico toda "ouriçada" para ler, no entanto, esse livro logo de cara já prometia ser diferente dos que a autora trazia anteriormente pois aqui temos Agentes da Coroa Britânica, ou seja, cenas de ação. Qual foi minha surpresa do livro? Ele  trazer ação, mas também muita comédia? Isso mesmo, comédia. Me matei de rir em diversas passagens da história, e isso pelos personagens únicos e cenas memoráveis que a rainha Julia Quinn trouxe.

"Ela não apenas tinha virado a vida dele de cabeça para baixo, como a jogara de um lado para outro, virara do avesso e, em determinados momentos que era melhor não mencionar, a incendiara."

O livro é narrado em terceira pessoa e mescla os pontos de vista do casal. Caroline definitivamente não é a típica mocinha inglesa que vemos nos romances de época. Sabe aquela expressão que para toda regra há uma exceção, pois bem, Caroline é essa exceção. Para começar ela nos é apresentada se defendendo de um estupro no qual sacou uma pistola e atirou em seu agressor. E não para por aí, quando está se passando por Carlotta De Leon para o Blake Ravenscroft, ela faz muitas artimanhas para se esquivar de seus interrogatórios, como por exemplo: tossir a noite forçadamente e ficar sem voz, ou ser canhota e escrever com a mão direita deixando-o totalmente abismado pelos garranchos indecifráveis. É hilário ver o quanto ela é engenhosa e perspicaz. Mesmo com tudo que passou a jovem conseguiu se manter fiel a si mesmo, e ainda de quebra, trás um humor fora de série. Caroline não tem filtros, ela simplesmente fala o que lhe vem a cabeça, e ainda mais, faz tudo o que considera certo, mesmo que isso lhe traga consequências. Definitivamente ela é o tipo de personagem que conquista todos ao seu redor, e nós meros espectadores não ficamos de fora dessa lista.

– Já percebeu que ele gosta de me chamar de Srta. Trent quando está irritado comigo?
– Caroline.
– É claro – acrescentou ela, animada – que quando ele está muito furioso, volta a me chamar de Caroline. Blake provavelmente acha difícil demais grunhir meu nome completo.

Blake não fica tão atrás assim de Caroline. Ele é um cara honrado mas que teve uma grande perda no passado. Sua noiva foi assassinada por traidores da Coroa, e quando Blake se vê atraído por Caroline, vulgo falsa Carlotta, ele entre num conflito interno brutal. Pra ele é inconcebível se quer voltar a atrair-se amorosamente por uma mulher, quem dirá por uma traidora. Mas o que de fato lhe espanta é a semelhança de personalidade de Caroline com sua falecida noiva, ambas são / eram forças da natureza que arrastam todos que estão ao seu redor. Então, imaginem o quanto foram deliciosas as cenas dos dois. Blake fica carrancudo e passa o tempo implicando com Caroline, no qual é claro, revida todas as provocações a altura. Eles fazem um joguinho de gato e rato onde ambos alternam os papeis.

"Não tocar em você? [...]
Já fui longe de mais para isso."

Como agarrar uma herdeira não seria tão bom senão fosse por seus personagens secundários. James, amigo de infância de Blake e também um agente da coroa, é o meu personagem favorito da estória. Ele é totalmente o oposto de Blake já que é descontraído e muito brincalhão, ria horrores quando ele tirava sarro dos dois, e  mais ainda quando eles implicavam tanto um com o outro que quase o deixava louco tendo ele que os repreender. James também é o único que já conheceu Carlotta De Leon, então é claro que assim que olha Caroline percebe que não é a mesma mulher, no entanto ela continua com eles provando-ser de grande valor já que conhece Oliver, seus costumes e principalmente, a casa.

" — Eu disse a eles que queria parar — resmungou Blake, enquanto subia as escadas. — Mas eles me ouviram? Não. E o que eu consegui? Não foi empolgação nem fama nem fortuna. Não, em vez disso consegui... ela.
James encarou o amigo com uma expressão pensativa.
— Se eu não o conhecesse, diria que está apaixonado."

Outros personagens aparecem, não são de grande importância no enredo, porém, definitivamente tornam o livro melhor, como os criados da casa. Como disse, Caroline conquista a todos, inclusive os funcionários da casa que ficam tão apegados a jovem que começam a cuidar dela como se fossem uma princesa, dando sempre as melhores roupas e a melhor alimentação, é engraçado porque o Blake repete várias vezes que nem ele nunca comeu tão bem na casa antes de Caroline chegar. Quando a irmã de Blake aparece de surpresa a confusão se arma para todos os lados. Ela não sabe sobre a profissão do irmão, então Caroline teve que se esconder, e por consequência disso, os funcionários se revoltam e param de cozinhar, voltando somente quando Caroline "aparece" para visitá-los. A irmã de Blake também é extremamente engraçada e perspicaz logo tornando-se amiga de Caroline, combinação perigosa, segundo Blake.

"Então ele a beijou de novo, dessa vez mais intensamente e com mais emoção do que imaginara restar em seu coração."

O romance do casal acontece de forma gradativa havendo química em abundância, mas também muitos traumas a serem trabalhados. Mas sabem como falam né, a linha que separa o amor e o ódio é muito estreita, facilmente pode-se atravessá-la, e quando isso acontece é gratificante. Blake e Caroline são perfeitos um para o outro. Se completam em humor, personalidade e no amor.

"Era de fato embaraçoso como o sorriso dele era capaz de deixá-la tão eufórica, pensou Caroline."

A edição física do livro está sensacional. Bem diferente dos livros já publicados da autora no Brasil, A capa de Como agarrar uma herdeira é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. A arte trás cores quentes e confortáveis mostrando que é um livro gostoso de ler. Internamente a diagramação trás o padrão de qualidade da arqueiro, com folhas levemente amareladas, letras numa fonte grande e confortável de se ler, margens grandes tendo espaço para uma boa pegada no livro sem que os dedos fiquem na frente das palavras, e por fim, orelhas que trazem uma prévia cena do casal. Como sempre a escrita da Julia Quinn é sensacional e fluída, o livro prende, o enredo instiga e trás aquela sensação gostosa de desvendar os acontecimentos. Me surpreendi pois as cenas de ação foram muito bem elaboradas, fiquei aflita e temi pelos personagens, a autora mostrou uma faceta que adoraria conferir mais vezes.

Enfim... ficou gigante né? Mas o fato é que Como agarrar uma herdeira é um livro maravilhoso e único. Cada personagem é cativante e trás uma sensação de conforto ante sua presença. Caroline me conquistou com sua garra, Blake com seus princípios, James com seu humor sem igual, e os criados da casa com atitudes de proteção para com nossa protagonista. Como não amar? O livro faz parte de uma duologia que recebe o nome de Agentes da Coroa, e o segundo livro trará James como protagonista, ansiedade nas alturas para ver quem será a felizarda que conquistará seu coração.



13 comentários:

  1. Ola Ste lindona

    amo mocinhas a frente de seu tempo e pelo visto nossa protagonista se encaixa nesse perfil, a começar pela capa linda, escrita maravilhosa da autora e uma sinopse que nos faz querer sair correndo e ler o livro. Só tenho algo a dizer, preciso ler kkkk. Amo a escrita da autora, em breve vou resenhar espero gostar assim como você. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  2. Amei este livro. Ele é engraçado, divertido e a personagem é hilária. O enredo também é ótimo e como você disse os demais personagens também fazem a diferença, como os serviçais de Blake, por exemplo. Já estou esperando pelo segundo.

    ResponderExcluir
  3. Olá, ótima resenha. Eu amo romances de época e estou com uma vontade enorme de ler esse livro por diversos motivos. Já li e me apaixonei por outros livros da autora. Esse super me chama a atenção por ter essa coisa de agentes da coroa. Essa mocinha perspicaz é alguém que preciso conhecer. E a Arqueiro ainda traz uma capa linda dessas!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Stefani, estou lendo a serie Os Bridgertons e estou tão apaixonada que já quero engrenar esta serie aqui quando finalizar. Estou amando a Julia Quinn. A resenha não ficou gigante não, ficou na medida certa pra eu ter certeza que quero ler tudo o que esta mulher escrever.

    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Eu já li e verdadeiramente amei COMO AGARRAR UMA HERDEIRA! Essa foi minha primeira experiencia com a autora e achei tudo muito fantástico... quero ler tudo dela agora <3
    Achei toda a história encantadora e a química entre o casal é simplesmente perfeita!! Se você gostou do James, tenho certeza que irá amar o segundo volume, pois, ele é o protagonista e, como já li, posso dizer que me apaixonei pela história dela... Super recomendo essa série!

    ResponderExcluir
  6. Oie! Eu também amo romances de época, e essa duologia me conquistou imensamente. A leitura me surpreendeu demais, e como não ficar encantada com a Caroline e suas maluquices? Impossível! E concordo com você na questão dos personagens secundários, eles deram um tempero a mais na História.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Oie, turubom?
    Menina, nunca li nada da Julia Quinn, porque sempre me atrapalho na ordem! Esse, por exemplo, é um livro único? Tem referência de algum anterior? Porque quero MUITO conferir essa história mas quero fazer tudo certinho :p

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Eu amo demais as histórias criadas pela Julia, mas infelizmente estou com duas coleções dela incompletas e agora lançou essa também, estou surtando querendo completar as coleções e acompanhar as novas histórias, com certeza no momento que eu realizar a leitura dessa obra irei amar tanto quanto amei os outros livros dela!

    BJss

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?
    Li esse livro recentemente também e me acabei de rir com esses personagens tão diferentes dos habituais! Já me afeiçoei a Caroline e ao Blake de cara, mas, quando James apareceu ele acabou me ganhando, assim como aconteceu com você. Concordo plenamente quando disse que os personagens principais completam essa trama. De fato, o livro não seria tão bom sem eles. Enfim! Amei sua resenha e relembrar um pouco dessa história ♥

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Stef,
    Que bacana sua resenha. Conheço seu amor pela JQ e admiro, pois também adoro seus livros. Fiquei contente por os personagens secundários serem um ponto alto da trama. Minha mãe já fez essa leitura e disse que o livro é maravilhoso, como você. Mas ela ressalvou muito a questão de o livro mais divertido que os outros da autora e estou mega curiosa para ler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Olá!! Desde o lançamento dessa duologia eu estou aflita para mergulhar na escrita dessa autora - que inclusive ainda não li nada dela. O que me deixou ainda mais instigada é saber que tem uma pitada de humor no livro e que é possível gargalhar. Dica mais do que anotada! Adorei ler suas impressões a respeito dessa leitura. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!
    Não conhecia os livros, e nunca li nada da autora. Eu gosto de romances de época, mas ainda não tive a oportunidade de ler os dela. Gosto de livros que tenham humor, envolvido com um romances, faz com que a história seja ainda melhor. Gostei da resenha, bem empolgada e deu para ver o quanto o livro é bom. Como se trata de uma duologia, acredito que eu comece por esses livros para conhecer o trabalho da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Stef! Tudo bem?
    Já li tanta resenha dos livros da Julia Quinn que não consigo mais aguentar a vontade de pelo menos pegar emprestado um para ler, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Sério, esse parece ser dos bons, considerando a situação em questão, especialmente porque sou uma que adora gente fora do padrão.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir