18 setembro 2017

[Resenha] Misery: Louca Obsessão - Por Stephen King-



Título: Misery
Autor (a): Stephen King
Páginas: 326
Editora:  Suma de letras
Skoob || Goodreads
Compre: Amazon || Saraiva || Submarino

Sinopse: Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho.
A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo


Paul Sheldon é um famoso escritor que após terminar mais um de seus livros decide pegar a estrada mas acaba sofrendo um acidente de carro que o deixa inconsciente no meio de uma tempestade, nevasca de forma quase improvável de conseguir ajuda. Mas acaba sendo encontrado por uma ex-enfermeira chamada Annie Wilkes.  O que para muitos poderia ser considerado sorte para Paul se torna o seu maior pesadelo.

Annie é uma fã digamos estranha e obsessiva do trabalho do Paul que se intitula como fã número 1 principalmente da saga dos livros dele que o personagem principal é Misery. Porèm ela não estava nada satisfeita com o desfecho do último livro e aproveita da situação debilitada do Paul para obrigá-lo a escrever o próximo livro em um show de horror e agonia.

Confesso que o começo do livro apesar da Anne já demonstrar sinais psicopatas eu acabei rindo e achando engraçado alguma das suas reaçõe. Quem de nós que ama ler nunca se deparou com uma cena de um livro com por exemplo a morte do nosso personagem favorito e sentiu uma imensa vontade de matar o autor?  Xingar, tirar satisfação?  Pois é exatamente assim que ela reage mas claro de uma forma bem mais doentia.

Aos poucos as torturas vão se tornando mais pesadas e algumas cenas são bem difíceis de ler sem causar arrepios na espinha. Annie vai se mostrando cada vez mais instável e perigosa.

"Ele descobrira três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após ter emergido da nuvem escura. A primeira era que Annie Wilkes tinha bastante Novril (na verdade, tinha muitos remédios de vários tipos). A segunda era que ela era viciada em Novril. A terceira era que Annie Wilkes era perigosamente louca."

Paul se submete as loucuras dela com medo de qual será o próximo passo e esse temor fica ainda mais forte quando ele descobre um livro de recortes que apresenta muito do passado de Annie e de tudo que ela é capaz de fazer.

O livro é bem tenso e interessante de acompanhar justamente por esse clima que nos deixa na dúvida até a última página se Paul vai ou não conseguir escapar.  Algumas cenas tem que ter o estômago forte para acompanhar em detalhes ou como eu dar uma parada para respirar antes de prosseguir.

A escrita do Stephen King ao meu ver é bem fluida e o clima de suspense faz com que você queira continuar virando as páginas sem cessar para saber o quer vai acontecer mas ao mesmo tempo te deixa com medo de seguir em frente.  Só não dei cinco estrelas porque como já li diversos livros do autor e conhecendo seu potencial, na minha opinião embora Misery seja bom não é um dos melhores do King.

A diagramação do livro esta bem simples mas bonita.  As páginas amareladas, letras com tamanho e espaçamento confortáveis para a leitura e a capa traz uma máquina de escrever perdida na neve além de eu ter achado linda condiz muito com a história do livro.

Eu super recomendo a leitura principalmente para quem gosta de suspense,  terror e histórias que transmitem tensão.

Vale a pena ler!

5 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    Sou louca para ler algum livro do autor, Tenho muita vontade, mas antes, ficava com receio de não gostar tanto assim da leitura. Mas, depois que comecei a me interessar pelo gênero do autor, estou bem curiosa com relação ao livros dele. Ja anotei a dica!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Sou uma das poucas que não conhece esse autor, na verdade, que não leu nada dele, diferente de você que já leu diversos livros dele. Devo admitir que sou um pouco curiosa sobre o trabalho dele, mas ainda não consegui ter curiosidade o bastante para enfim ler algum livro dele. Pelo o que li dessa resenha, esse livro ainda não é o que me fará enfim lê-lo. Mas eu adorei e fico realmente feliz que tenha gostado, apesar de não ter considerado o melhor que já leu de S. King ♥

    um beijo

    ResponderExcluir
  3. OiE!
    Acredita que eu nunca li um livro do autor?
    Sério, até hoje não me aventurei em nenhum livro do autor, e não sei bem como é narrativa dele. Mas sempre estou anotando todas as dicas para poder conferir.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Oie!

    Eu ainda não li nada das obras do tio King, mas sou muito fã dele e com certeza esse livro como muitos outros dele estão na minha lista de desejados, esse por sinal já ouvi bastante pessoas falando bem dele, espero gostar quando o ler!

    Bjs, vem participar do nosso sorteio e seja um dos 3 Ganhadores! =D
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/08/sorteio-do-desapego-3-ganhadores.html

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu nunca li nada do King, acredita? hahahaha Mas eu gostei de saber que a obra é bem fluída e tem esse ritmo intenso durante toda a leitura, nos trazendo a solução do mistério apenas no desfecho de fato. Não sei se começaria a conhecer o autor por essa obra, mas com certeza vou deixar a dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir