28 agosto 2017

[Resenha] A garota italiana - Por Lucinda Riley



Título: A garota italiana
Autor (a): Lucinda Riley
Páginas: 464
Editora: Arqueiro
Skoob || Compre || Encontre

Sinopse: Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música.
Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino.
Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.


"Nós morávamos em um pequeno apartamento em cima da cantina. Tínhamos um banheiro só nosso; havia comida na mesa e sapatos para calçar. Papà se orgulhava de ter saído da pobreza e conseguido proporcionar essas coisas à família. Eu também era feliz, e meus sonhos não iam além do pôr do sol seguinte.
Então, em uma noite quente de agosto, quando eu tinha 11 anos, aconteceu algo que mudou minha vida. Parece impossível acreditar que uma pré-adolescente seja capaz de se apaixonar, mas eu me lembro como se fosse hoje do dia em que o vi pela primeira vez..."

Rosanna Mineci era uma garota italiana de onze anos, um pouco desengonçada, que era ofuscada pela beleza da irmã mais velha, Carlota, para quem davam atenção exclusiva. Seus dias giravam em torno de ir à escola e de trabalhar na cantina de seus pais, onde servia mesas e corria de um lado para o outro, atendendo aos pedidos dos fregueses. Porém, no dia em que seus pais resolvem organizar uma festa de aniversário de casamento para um casal de amigos, a vida da garota tem uma guinada, que mudaria todo o seu futuro, uma vez que o casal de amigos dos pais de Rosanna eram pais de  Roberto Rossini, um rapaz charmoso que possuía uma voz promissora, e que estava estudando para se tornar um grande cantor de ópera. Tendo sido chamado para comemorar com os pais, Roberto comparece à cantina, e quando Luca, o irmão de Rosanna convence a garota a cantar uma música em homenagem ao casal, Roberto se encanta com aquela voz tão pura e tão angelical, e pede que a família a leve para um professor de canto que reside ali na cidade, a fim de que ele ajude a menina a dominar aquele dom tão precioso.  Porém, não é só o rapaz que se encanta naquela noite:  Rosanna, vendo o desconhecido, também se sente encantada por ele, e mais tarde, ao fim da festa, escreve em seu diário que irá se casar com Roberto um dia.

"Ele esperou Rosanna sair da sala para dar um suspiro de alívio. Não tinha certeza se ela aceitaria a proposta. E, se incluir Abi Holmes na companhia fosse manter feliz sua protegida, ele arrumaria um lugar para a inglesa no fundo do coro. Ao longo dos anos seguintes, Rosanna precisaria de todo apoio que pudesse ter. Por enquanto, inocente, não tinha consciência da turbulenta correnteza subjacente de inveja e competição que existia nas coxias entre os cantores. Se quisesse ocupar o lugar que lhe era de direito, no topo da profissão, seria obrigada a desenvolver uma couraça bem dura. Tinha muito a aprender, e entrar para a companhia seria um despertar violento."

Decorridos anos e após muitas aulas com o professor indicado por Roberto, Rosanna ganha uma bolsa de estudos em uma das escolas de música mais prestigiadas da Itália, e também lugar onde Roberto trabalha. E é assim que novamente a vida dos dois se cruza. A princípio, Rosanna o vê em poucos lugares, e seus mundos são bem distantes, pois ela é uma garota ingênua de dezessete anos, e ele um mulherengo, quase vinte anos mais velho. Porém, quando o dom de Rosanna se desenvolve mais e ela chega em seu auge, e começa a ser contratada para cantar em grandes espetáculos, é também selecionada para fazer par com Roberto. A princípio certa de que não quer ter nada a ver com o homem charmoso, por saber de sua fama, Rosanna viaja com ele para fora da cidade, sozinha pela primeira vez, e é a partir daí que seu destino muda, quando ela conhece um Roberto diferente, apaixonado e encantador, e descobre sentir por ele um amor avassalador, inexplicável e que a faz ignorar tudo o que há ao seu redor, sentimento que ele também lhe dedica.

"Bem mais tarde, quando estava se acomodando na cama estreita na qual costumava dormir quando criança, com a cabeça girando de tanta confusão, Luca pensou, com tristeza, quantas decisões erradas eram tomadas por amor."

Em uma história de paixões, erros e acertos, Lucinda Riley constrói personagens intrigantes, que tem a capacidade de nos levar do ódio ao amor em segundos e nos deixam reflexivos tempos após o término da leitura.

"- Não estou, não. Sei que seria inútil. Só estou tentando dizer que às vezes a gente pode amar algumas pessoas, mas isso não significa que elas despertem o melhor em nós."





Há alguns livros que relutamos em ler, e quando lemos nos perguntamos o que motivava toda aquela resistência anterior. E é justamente o que ocorria com esse livro, pois ele já estava na minha lista de leituras aguardando a sua vez de ser lido desde o mês em que foi lançado, mas como ouvi algumas opiniões não tão positivas de leitores que o acharam fraco, resolvi ir adiando. Porém, dia desses, resolvi que seria a leitura do momento, e então, sem mais demoras o iniciei. Logo nas primeiras páginas fui cativada por aquela trama intrigante, personagens bem construídos e um cenário descrito com perfeição, a ponto de conseguirmos nos imaginar lá, e logo, após poucos capítulos, eu já não conseguia mais deixar o livro de lado, ávida por saber o que viria pela frente.

Para começar, é preciso contextualizar esse livro, para se entender o porquê ele recebe algumas críticas veementes.  Esta obra foi escrita em 1996, quando Lucinda era uma escritora iniciante. na época, ela o publicou com um pseudônimo. Porém, agora, anos depois após suas publicações como lucinda riley, resolveu retirar essa obra da gaveta e mexer nela, a fim de republicá-la. Então, muitos que não gostaram da obra dizem ser uma trama fraca, que não se parece com a autora. Porém, discordo veementemente. Aqui já vemos traços da genial escritora que Lucinda viria a se tornar, e encontramos muitos dos elementos que amamos em seus livros. Talvez seja uma trama um pouco mais leve, menos carregada em elementos históricos, mas vem carregada de uma narrativa que cativa e instiga o leitor a todo momento e que nos suga para dentro da obra, como em todas as outras que a autora escreveu e lançou.

O que mais me chamou atenção nesse enredo é o fato de ele ser uma história principalmente de amor, mas, com ela, Lucinda provou mais uma vez que é possível se falar de um tema tão cotidiano e clichê, transformando-o em algo que nos fascina e nos toca, e nos mostra que é um tema com milhares de facetas. Aqui encontramos duas pessoas que estavam destinadas a se amarem, mas que nesse caminho tiveram infinitos percursos. Além desse enredo, também encontramos, como já mencionado, um cenário muito cativante, principalmente as partes passadas na Itália, que não é um cenário tão comum nas obras que leio, e foge um pouco do cenário norte-americano que encontramos em boa parte das publicações atuais. Ainda, achei maravilhoso o modo como a autora dá espaço para outros personagens crescerem e se desenvolverem na trama, não focando somente no casal principal, mas também nos que estão ao seu redor, e aqui, temos o desenvolvimento de um romance secundário que achei tão bom ou ainda melhor quanto o romance dos protagonistas. Cabe ainda destaque para o fato de que esse é um livro que nos causa diversos sentimentos durante a leitura, passando pelo afeto dedicado aos personagens, até o ódio por suas atitudes, e isso faz com que consigamos nos envolver por completo nos dilemas e dramas apresentados. Por fim, algo que não posso deixar de mencionar, mais uma vez, é que amo nas histórias dessa autora o fato de podermos acompanhar um só personagem por muitos e muitos anos, fazendo com que criemos um laço com ele, e aqui novamente temos isso, o que foge das histórias que se passam em poucos meses.

Algo que me incomodou um pouco na obra, embora não tenha tido tanto peso para mim, foi o final que achei bastante simplista mediante a toda a grandeza da história, e ficou algo bastante em aberto, e, como na maioria dos livros que leio, senti falta de um epílogo para deixar tudo mais esclarecido. Ainda, talvez pode ser um incômodo para os que não são aficionados por romances, o fato de ser uma história que fala muito a respeito de relacionamentos e de escolhas.

Rosanna foi uma personagem por quem desenvolvi afeto desde o início do livro, provavelmente por vermos sua história desde que ela era uma criança, e por podermos acompanhar o seu crescimento e amadurecimento durante o enredo. Já Roberto é um homem que não posso dizer que cheguei a gostar dele durante o livro, pois mesmo quando se deram suas mudanças, eu já estava marcada por seu passado um tanto cafajeste e não consegui modificar minha visão do que ele era. Um dos melhores personagens para mim nesse enredo, foi Luca, irmão de Rosanna, que durante todo o livro se mostrou um rapaz dedicado, envolvido e que gostava de cuidar e proteger as pessoas a quem amava, e foi um daqueles personagens por quem nos apaixonamos um pouquinho, por ele ser tão incrível.

Essa obra é dividida em 54 capítulos de um tamanho razoável, e sua narração é em terceira pessoa, apesar de antes de alguns capítulos haver alguns trechos, narrados em primeira pessoa, como se fossem de uma carta escrita por Rosanna, permitindo que vejamos as perspectivas de diversos personagens. Além disso realizei a leitura em ebook e não detectei erros.

Recomendo essa obra para os fãs de Lucinda Riley, ou ainda para aqueles que não a conhecem e desejam iniciar em sua escrita, ou ainda, para aqueles que gostam de livros que trazem temas pertinentes mas que são carregados de uma escrita leve. Essa é uma obra que fala sobre amor, julgamentos, escolhas e sobre o que queremos e o que é o melhor para nós.

27 comentários:

  1. Eu amei a leitura desse livro, apesar de achar que Rosanna sofreu demais, me peguei em vários momentos torcendo para ela abrir os olhos. Eu gostei do final inusitado e diferente. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei o estilo da Lucinda. Ela faz os personagens parecerem próximos a nós. Com dilemas que qualquer um pode enfrentar - uma paixão, um casamento complicado, traição, escolha entre amor e profissão. E ainda teve o bônus de me fazer viajar pela Itália, que eu adoro. Que bom que você gostou! Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Eu adorei sua resenha! A capa é linda, e fiquei morrendo de vontade de conhecer a obra e a autora! Espero poder realizar a leitura logo, apesar de não gostar de finais em aberto, em um romance como esse é meio possível saber pra que rumo a história vai ^^

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nunca li nada da autora e como não sou fã de romances, o plot em si não me chamou muito a atenção, mas fiquei interessado pela ambientação e como você diz que é muito bem feita, acho que eu daria uma olhada por causa dos cenários.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Lucinda Riley é impressionante. Tenho esse livro porém ainda não o li, estou esperando o momento certo para me deliciar com ele. Jura que você leu resenhas não tão boas sobre esse livro? A maioria que eu li adorou e indica com certeza a leitura, assim como você. Lendo sua resenha, to tendo mais certeza que será minha próxima leitura, me atiçou ainda mais a curiosidade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Semroenleio resenha bem bacanas sobre diversas obras da Lucinda e sem dívidas queria muito ler uma delas em breve. A garota Italiana eu li poucas resenhas, mas as que li sempre foram cheias de elogios. Não sou muito fã dessa capa, ficou muito estranha. Enfim, adorei ver sua opinião sobre a obra. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada da autora, mas quero muito e também já ouvi opiniões negativas desse livro. Mas sua resenha até que me deixou certa curiosidade pra ler, principalmente ao saber que a autora pega uma situação cotidiana e consegue transformar aquilo em algo grandioso e tô bem curiosa pra conferir isso!
    Valeu pela dica!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Já ouvi falar da autora, mas não cheguei a ler nenhum livro dela. Achei bem interessante essa mudança de cenário, já que realmente, o que mais vemos por aí são histórias que se passam nos Estados Unidos ou quem sabe em Londres. Gosto quando há essa mudança de localização, até mesmo por causa de maior conhecimento cultural.
    Embora tenha me agradado algumas coisas no enredo, não sei se seria um livro que eu gostaria de ler perdidamente. Mas gostei muito do texto e obrigada pela dica!
    Fico feliz que tenha gostado! Sempre bom quando você se surpreende dessa forma com os livros que não tinha tantas expectativas haha
    Beijos,
    As Meninas Que Leem Livros~

    ResponderExcluir
  9. Nuss um enredo de destino traçado heheh. Acredito que muitas pessoas fazem críticas totalmente baseadas em gosto pessoal, ou por não gostar de algum desfecho decidido pelo autor. É preciso mergulhar na obra enxergar os acontecimentos com os olhos das personagens.

    ResponderExcluir
  10. Oii
    Até agora não havia me interessado pelas obras de L. Riley, mas acabei gostando desta sua indicação. Gosto de livros mais antigos que foram escritos na época em que acontecem, os costumes da época não são corrompidos pelos de agora e adoro isto. Mas devo confessar que o que mais me encantou foi o fato de se passar na Itália com direito a cantores de ópera e tudo mais.
    Vou anotar a dica e espero ter a oportunidade de lê-lo.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  11. Oii Tamara, tudo bem? Amei a resenha! Eu li esse livro assim que foi lançado, e infelizmente não foi uma leitura muito proveitosa para mim. Gostei da trama em si, mas os personagens não me cativaram em nada, e me irritei muito com algumas atitudes deles. Foi meu primeiro contato com a escrita da Lucinda, mas espero ler mais de suas obras logo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Li um livro apenas da Lucinda e já tem muito tempo isso. Não sei porque não conheci mais das suas obras e a sua resenha está tão perfeita que só me resta correr atras deste livro aqui também.
    Adorei
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Já ouvi falar sobre esse livro. Só que nunca tinha parado para prestar atenção. Justamente por dizerem que a trama era fraca. Contudo, depois de saber que ele foi reeditado vou considerar ler ele qualquer dia desses. Ainda mais depois de sua resenha. Bexitus!

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho esse livro em ebook tbm, e estou na mesma que você sempre enrolando para começar a ler. Vou admitir que você conseguiu despertar meu interesse em ler esse livro. Fiquei curiosa para ver os personagens evoluindo com o tempo e também gostaria de ver como ela fez isso, pois já livros assim e admito que não foram bem desenvolvidos.

    Outro ponto que chamou bastante a minha atenção foi o fato de ser um livro que mexe com os nossos sentimentos. Gosto de livros que me fazem sentir amor e ódio ao personagem.

    Curti muito a sua resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá!Tudo bem?
    Adorei a resenha.Porem esse livro não me chamou atenção,parece ser bom para quem gosta do estilo.
    Mas tem música no meio,parece legal para quem curti.
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oiii!

    EU não li nada da autora, mas ela é uma lindona! Super simpatica e acessível. Fiquei chateada por saber que o final ficou um pouco em aberto, é bem chato quando isso acontece.
    Vou tentar fazer a leitura em breve!

    Beijnhos,

    ResponderExcluir
  17. Olá...
    Adorei a resenha!
    Sou fã assumida da autora e, infelizmente, ainda não tive oportunidade de ler essa obra! Acho suas obras simplesmente perfeitas e com certeza irei amar essa leitura. Dica anotada!
    Bjo

    ResponderExcluir
  18. Ouço sempre falar muito bem da autora em bora eu nunca tenha lido nada dela.
    Adorei sua resenha, seu jeito de abordar é muito legal!
    Vou anotar a dica!

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Eu já li esse livro e como sempre a autora envolve do começo ao fim.
    Que trama boa, e a narrativa é intensa e emocionante. Gosto demais dos livros da autora, e sempre que posso estou conferindo.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  20. Olá!!
    Esse livro já estava na minha lista de desejados há algum tempo, por conhecer e amar os romances de época da autora queria ler tudo dela, mas ficava com receio por não ser do mesmo gênero, mas eu amei sua resenha e percebi que posso ler sem medo!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  21. Olá!

    Eu nunca li nada da Lucinda, mas morro de vontade, não sei se é melhor começar por esse ou por um escrito atualmente. Adorei sua resenha e me despertou muito a vontade de leitura, mas fiquei com um pé atrás, pois gosto mesmo de histórias completamente fechadas, pontas soltas e possibilidades não me agradam muito não, mas vou levar sua resenha completa em consideração e não apenas o ponto menos favorável.

    Beijos e Sucesso!!

    ResponderExcluir
  22. Oi.

    Quero muito ler algo da autora. Conhecia este e outros livros ela, mas não tive a chance de ler nenhum até agora. Eu não conhecia muito sobre esse livro, mas agora vi que é uma leitura que quero fazer. E que vou adorar, tenho certeza. O enredo me pareceu incrível e sua opinião sobre o livro aumentou ainda mais minha vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem? Nunca li nada da Lucinda, mas sempre tive curiosidade. Sério que tem bastante resenhas negativas sobre o mesmo? Nunca vi, e pelo contrário, só vejo elogios rasgados. Pretendo iniciar a leitura da autora pelo mesmo, pois como você falou é legal conhecer ela por aqui. Ótima resenha e dica anotada <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Tenho um dos livros dessa autora para ler, mas ainda não consegui incluí-lo em minha lista de leitura

    Esse não me interessou muito... Não por conta das críticas que você citou, mas por não ser muito meu estilo de leitura. É muito bom ser capaz de perceber as mudanças da escrita da autora através de suas obras. Eu também acredito que não gostaria de Roberto por conta do passado, hehehe!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  25. Oi, Tamara!
    Desde que li o primeiro livro da Lucinda fiquei apaixonada pela escrita dela e pela forma como ela constrói suas histórias. São todas bem elaboradas, com personagens profundos e tramas bem exploradas. Ainda não tive chance de ler esse livro, mas tenho vontade por gostar muito da autora. Já está na lista de futuras leituras.

    Beijos,

    Rafa [ blog -Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  26. Olá,

    Concordo totalmente com você quando diz que a obra não tem nada de fraca. Acho a história e o desenvolvimento dela genial, além de trazer a realidade do amor, de uma maneira linda e dolorosa. Foi a leitura que mais me provocou raiva, mas também uma das que mais me agradou. O trabalho que a autora teve com os personagens foi maravilhoso. E se consideramos que a história foi escrita há 21 anos, aí é que dá mais satisfação em ter lido essa obra.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Tamara,
    eu quis muito ler esse livro quando ele saiu mas com o passar do tempo acabei me interessando por outros títulos e esquecendo desse. Adorei ler sua resenha hoje porque terminei seu texto com o desejo de conhecer melhor essa história e esses personagens completamente renovado, espero ter a oportunidade de fazê-lo o mais breve possível.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir